1. Regina, Espiã Nua em Treinamento - Laylah


    Encontro: 07/06/2021, Categorias: Grupal Anal Orgasmo, Aventura, Esposa Autor: Paulo_Claudia, Fonte: CasadosContos

    No Castelo onde estávamos em treinamento pela Agência, teríamos Iniciações em algumas Ordens e Irmandades, e também teríamos que desenvolver e controlar as habilidades que havíamos adquirido.
    
    Mestre Waite havia determinado que o ciúme que Regina sentia por mim poderia ser prejudicial em caso de alguma missão perigosa, então estava decidido a provoca-la para que aprendesse a se controlar.
    
    Para isso, ele me deixou com Laylah, uma bela morena de olhos azuis e, espertamente, ficaria com Regina como sua acompanhante nesse período, até que ele determinasse o contrário.
    
    Obviamente, ele aproveitou, e quando saímos da Taverna, já um pouco altos pela cerveja, ele já apertava as nádegas de minha esposa enquanto caminhava. Não posso negar, fiz o mesmo com Laylah, que tinha a bunda macia e firme, e acariciei o seu cuzinho.
    
    “- Hmmm, acho que vamos nos dar bem...” disse ela, meio altinha pelos canecos que tomamos. Um gatinho preto passou e se esfregou nas pernas de minha esposa.
    
    “- Que lindo! Adoro gatos!” disse Regina.
    
    Fomos seguindo Waite e Regina até um local onde havia uma grande cama redonda, acolchoada, coberta com tecido impermeável. Acima, havia um tipo de cúpula, que ele nos disse ser capaz de captar e acumular a energias sexuais, então os casais deveriam ir ali regularmente, para trepar e fornecer energia para as necessidades do Castelo. Algo muito parecido com o que havíamos visto no Templo Oculto da Ilha, só que lá era uma Pirâmide de Cristal.
    
    Waite e Regina se deitaram na cama , e eu e Laylah, perto deles. Havia outros casais em outros pontos, todos se beijando e acariciando. Ele tirou a túnica e ficou nu, eu fiz o mesmo. Regina se deitou de costas, abrindo as pernas, recebendo o cacete do Mestre Waite, que a abraçou apertado e beijou apaixonadamente, como se ela fosse sua namorada, numa óbvia provocação. Minha esposa, também provocando, enlaçou o corpo dele com suas pernas, e eles iniciaram o ai e vem do sexo. Beijei Laylah docemente, suas orelhas, seu rosto, seu pescoço, cuidadosamente buscando seus pontos erógenos mais sensíveis. Como seu amante ocasional, eu tinha a obrigação de lhe dar o maior prazer possível. Beijei-lhe os seios, mordisquei os mamilos, e fui descendo lentamente, até chegar á sua bucetinha, que beijei e lambi, depois centrando minha atenção no clitóris, mantendo as carícias em outras partes. Enquanto lambia o clitóris, com um dedo curvado eu massageava o ponto G de Laylah, que estremecia com aquelas carícias. Ela gemia e soltava aqueles “aaaiiiisss” fininhos.
    
    Então, Laylah explodiu em um orgasmo muito forte, apertando minha cabeça entre suas coxas, tive que fazer força para manter a posição.
    
    “- AIIIIIIIIAIIIIIIIAIIIIIIAIIIIIIIAIIIIIIAIIIIIIAIIIIIII!!!”
    
    Regina deu uma olhada para o nosso lado, mas já estava prestes a gozar, o que fez em seguida:
    
    “- AHHHHHHHHHTÔGOZANDOOOOOOOOOO!!!”
    
    Ela tremeu inteira, estremecia toda, enquanto Laylah gozava com minha cabeça entre suas coxas, apertando com ...
«1234...»