1. AVENTURAS DE MULHER CASADA: MEU FIM DE SEMANA SECRETO NA PRAIA.


    Encontro: 10/06/2021, Categorias: Traição / Corno Heterossexual Autor: Prof: Claudia, Fonte: CasadosContos

    AVENTURAS DE MULHER CASADA.
    
    MEU FIM DE SEMANA SECRETO NA PRAIA.
    
    Direitos autorais do texto original © 2020
    
    Nasci no Rio de Janeiro em novembro de 1983 e tenho 36 anos. Sou a caçula de duas filhas de dona Valéria, sendo a Natalia minha irmã seis anos mais velha.
    
    Minha mãe era secretária executiva de uma grande empresa e nos criou sozinha, já que meu pai morreu quando eu tinha dois anos. Graças à minha mãe, crescemos saudáveis.
    
    Mamãe sempre foi mente aberta e, quando viu que era hora, nos ensinou tudo sobre sexo, pílulas e preservativos. Trocando em miúdos, sexo nunca foi um tabu pra gente.
    
    Se me lembro bem, a primeira vez que senti vontade de me tocar foi uma noite em que flagrei minha irmã malhando o namorado num canto escuro do muro em frente à nossa casa. Naquela noite me masturbei e tive um orgasmo avassalador.
    
    Me criei nas praias de Copacabana e Ipanema. Sim, fui uma garota de praia e vivi entre os surfistas. Perdi a virgindade aos quinze anos com um surfista bem mais velho que eu. Desde então, namorei muito e curti muito as delícias do sexo, mas meus namoros nunca foram pra frente, pois sempre me senti livre sexualmente e meus namorados nunca aceitaram tal liberdade. Nunca entendi direito esse lance de fidelidade conjugal. Sempre achei que era possível amar alguém e se relacionar com outros sexualmente.
    
    Dei muito pra todos os surfistas da minha área e achei que nunca ia me amarrar em ninguém, mas isso foi só até eu conhecer o Marcos em Ipanema. Eu tinha apenas dezessete anos e fiquei fascinada por aquele paulista lindo com cabelo de mauricinho.
    
    Marcos tinha vinte e sete anos na época e já era engenheiro. Ele estava no Rio a trabalho supervisionando umas obras da construtora em que trabalhava. Namoramos e nos casamos um ano depois e, nove meses mais tarde, tivemos o Heitorzinho.
    
    Amo muito meu marido, pois ele é tudo de bom que me aconteceu. Foi ele quem me ensinou que eu podia ser algo mais na vida; ele me incentivou a estudar e, com apoio dele, me formei em História e, depois de dar aulas muitos anos numa escola particular, coisa que amei, tornei-me diretora da mesma. Se não fosse meu marido nem sei o que seria da minha vida e foi com ele que fiz amor de verdade. Parece incrível, mas sempre fui fiel com ele.
    
    Levamos uma vida confortável, o Marcos ainda trabalha na mesma empresa de engenharia, só que agora é um dos diretores e eu continuo na direção da escola.
    
    Bom, minha história começa em um final de semana prolongado em que meu marido estava na Bahia já fazia uma semana e o Heitorzinho tinha ido viajar com a namorada e eu não tava a fim de ficar sozinha.
    
    — “ Quer saber...? Vou pro Guarujá” — Pensei decidida naquela tarde de sexta.
    
    Nós temos um apartamento lá, não é um tríplex, se é que você me entende, mas é confortável.
    
    Cheguei ao apartamento à noitinha. Eu estava exausta, então, tomei um banho, comi alguma coisa e dormi.
    
    Acordei bem cedo na manhã de sábado, pois queria aproveitar bem a ...
«1234...7»