1. Jogo de futebol


    Encontro: 10/06/2021, Categorias: Gay / Homossexual Grupal Autor: Samuel, Fonte: ContosEroticosCnn

    Acordei ansioso, vesti o uniforme da escola, peguei o material de jogo e saí apressado. Afinal, ja estava um pouco atrasado. Antes de chegar na escola, queria dizer que me chamo Samuel e vou a escola todo dia de carro, no meu carro. Tenho 16 anos, e moro em Nova Iorque. Ops… Morava, hj moro em Fortaleza Ce. Minha rotina diária é sair cedo, ir a escola, treinar depois da aula, e ir visitar minha namorada. Mas, hoje o dia era diferente, era o dia do torneio de futebol na escola, ia ser meu primeiro. Pois tinha chegado a pouco tempo no colégio. O dia parecia normal, porem meu parceiro de equipe não tinha ido a aula. O torneio ja ia começar, era o único jogo que tinha hj na escola, meu time com um reserva o outro completo. 5 MINUTOS ANTES cheguei no vestiário, olhei se tinha gente ali, vi só algumas pessoas do meu time, 2 era loiro, alto, branquinho e magro, olhei de cima pra baixo meus amigo. De repente avistei Gabriel, meu parceiro de laboratório, vestido com seu short branco de malha, sem camisa, seu corpo era bem definido pra sua idade, sua pele escura me deixou boqueaberta. Olhei mais um, observando a marca de seu pau no short. Ele me provocou… Fiquei sem jeito, pois eu era hetero, ou escondia ser bi, com medo de ser expulso do time. Treinador chamou… A partida começou calma, o sol estava quente como sempre. Meu time estava ganhando de 2 x 0, 11 contra 11 em canto, o jogo estava calmo. De repente sofri uma falta, ainda estava calmo. Me derrubaram agora de propósito, olhei com calma, respirei e cobrei a falta. Parei por um instante e observei quem tinha mim derrubado. Era Jardel tinha 15 anos, estudava na 1° série, cabelo negros, pele escura, magro, um pouco forte. Respirei… O sol estava mais quente ainda, o suor pingava na grama. Recebi a bola, Jardel veio em minha direção, derrubei ele com uma força descontrolada, ele partiu em meu rumo, um empurrão pra cá, um murro pra lá, cartão vermelho pra mim, reclamei e sai em direção o vestiário. Cheguei la, me sentei no banco, em seguida Jardel apareceu, percebi que seu calção marcava bem seu dote, fiquei olhando sem q ele perceba. Nós se desculpamos e ele foi pro chuveiro. Ele não trancou a porta, colocou suas roupas no banco perto das cabines, fui com cuidado lhe observar. Tive outra ideia, peguei seu short preto e comecei a cheirar, em seguida peguei sua cueca, estava cheirando, um cheiro de porra saia da cueca, eu estava de pau duro. Logo o chuveiro fechou e ele saiu pra fora, olhou espantado pra mim, me empurrou caí no chão tentei me segurar no banco, não deu muito certo, segurei suas pernas me apoiando para me alevantar, cheguei com minha mão no joelho, alisei aquela coxa musculosa, ele tentou reagir, ñ conseguiu, parecia gostar, subi um pouco mais até o meio da coxa, agarrei seu pau,e comecei a punhetar, ele sorriu, coloquei seu mastro de 20cm na boca, ele começou a se divertir com isso, eu chupava com mais vontade, ele fazia eu engolir todo aquela pika gostosa. De repente parei, ouvi passos ...
«12»