1. Seduzindo o Tio Bêbado pt2 (REAL)


    Encontro: 10/06/2021, Categorias: Gay / Homossexual Autor: rabaconto, Fonte: ContoErotico

    O conto a seguir é real e longo, boa leitura
    
    Bom, para ter uma introdução e uma pouco de conhecimento sobre os fatos anteriores sugiro que leiam o conto anterior.
    
    Após o ocorrido eu passei a evitar meus tios e visitava cada vez menos minha família por vergonha de tornar a encara-li e medo de que ele soubesse oq eu tinha feito, mas Com o tempo deixei isso de lado e retomei as visitar e idas nas festas e eventos familiares e acabei percebendo q meu tio n era o mesmo que antes, agr ele me tratava melhor, me dava um pouco mais de atenção e sempre me perguntava como eu estava ou oq andava fazendo e coisas do tipo. Mas o fato msm aconteceu em uma festa de fim de ano Na casa de meus avós onde Novamente ele encheu a cara e foi caindo pra casa, minha tia já brava nem se importou em saber como ele chegaria em casa naquele estado e acabou se retirando pro quarto pouco antes de ele ir embora. Eu não conseguia mais disfarçar minhas olhadas pra mala dele e em uma dessas olhadas ele me encarou e percebendo para onde eu olhava, levantou sua lata de cerveja como se me oferecesse e se levantou para ir embora, quando passou por mim ele deu uma apertada em meu ombro com força e eu já me arrepiei todo. Esperei uns 30 minutos e me despedi de todos dizendo q ia encontrar uns amigos, mas na vdd me dirigi direto para casa dele. Quando cheguei lá descobri q ele havia deixado a porta aberta e as luzes apagadas então eu tirei meu celular do bolso e liguei a lanterna até chegar ao seu quarto, quando me deparei com a cena daquele homem parrudo e peludo somente de cueca esparramado pelo cama eu até tremi de tesao, minhas mãos não estavam respondendo mais aos meus comandos, e apesar do medo o desejo falou mais alto e comecei a acariciar sua mala q em pouco tempo foi ganhando forma na minha mão, a textura era excepcional e percebi q sua cueca foi ficando melada, então abaixei e lambi onde se formava a roda molhadinha, mas acabei me assustando quando ele movimentou suas pernas de um jeito brusco e me preparei para sair dali mas para minha surpresa ele agarrou meu braço, puxou e balbuciou algo como “ Eu sabia q vc viria me aliviar”, quando ouvi aquilo eu já estava entregue e com o puxão dele eu acabei caindo em cima dele, quando mais uma vez ele me surpreendeu passando a mão em minha nuca e me puxando para um beijo, eu não era muito experiente, pelo menos não em homens mas aquele foi um dos melhores beijos da minha vida, então ele assumiu a posição de cima e começou a chupar meu pescoço, desceu chupando meus peitinhos sempre com a mão massageando meu cu, até q não aguentei mais, eu precisava chupar aquele homem, joguei ele de lado e fui descendo lentamente lambendo seus mamilos, descendo pela barriga até finalmente chegar eu seu pau q pulsava em minha boca, e para castigar eu lambia somente a cabecinha, hora punhetando, hora enfiando o máximo q conseguia na boca vendo ele se contorcer de prazer ao revezar entre pau e saco, então quando pensei que ele fosse gozar Ele parou, ...
«12»