1. No Bar


    Encontro: 21/07/2021, Categorias: bar, vestido, calcinha, Exibicionismo Heterossexual Autor: Jessika, Fonte: CasadosContos

    Olá pessoal, meu nome é Jessika, tenho 31 aninhos, sou branquinha, olhos pretos puxados, cabelos longos pretos, 1,68 de altura.
    
    Sou casada há três anos, meu marido Marcelo é um homem bonito, inteligente e muito safado, adora me exibir e eu também adoro me exibir.
    
    Esse conto aconteceu a dois meses atrás.
    
    Marcelo estaria de folga em um sábado onde combinamos ir a um bar passar uma noite, nesse dia ele me comprou um presente, era uma caixa de médio tamanho e abrindo havia umas peças de roupa, ele me disse que era para usar a noite.
    
    A noite chegou e logo fui me trocar enquanto ele me esperava na sala. Abri novamente a caixa, era um vestido preto, ficou soltinho em mim, nem era muito curto, acima do joelho, uma calcinha branca, vesti e me apresentei e logo fui correspondida com um beijo longo, senti suas mãos agarraram minha bunda.
    
    “Você está muito gostosa ele disse enquanto sorria, sorri de volta e logo estamos no carro.
    
    Escolhemos um bar próximo da praia, sentamos em um canto que tinha vista para o mar, corredor era estreito e havia poucos mesas nessa parte do bar, apenas pessoas para irem ao banheiro ou os garçons para atenderem pedidos.
    
    Assim que sentamos pedimos alguns petiscos tomamos cervejas, sentamos lado a lado.
    
    “Gostou do presente? “ Ele me pergunta
    
    “Sim” respondo.
    
    “Você está usando? Quero ver” Ele me ordena e começo a levantar o vestido lentamente. Nesse momento começo a me molhar todinha. Deixei um pouco da calcinha de fora bem na bucetinha
    
    O garçom veio novamente perguntar se queríamos algo e não parava de olhar pra minha buceta pois não tinha abaixando o vestido. Logo ele foi embora. Marcelo soltava meus cabelos para o lado e do outro lado abaixa a alça do meu vestido, sinto minha buceta latejar, ele deixa um dos meus seios a mostra com meu cabelo cobrindo do outro lado pra ninguém ver, ele brincava com meus mamilos.
    
    “Tire essa calcinha” ele me ordena e como uma boa esposinha que sou obedeço, e lhe entrego a calcinha. Ajeitei a alça do vestido pois lá vem o garçom com mais uma cerveja, dessa vez ele não tira o olho de minha buceta exposta.
    
    Ele sai e Marcelo levanta e vai atrás de mim.
    
    “Adoro você de cabelos presos ele diz amarrando meu cabelo com minha calcinha. Nossa, isso me encheu de tesão, minha buceta pingava, ele pede pra um homem que estava indo no banheiro tirar uma foto nossa, nesse momento ficamos bem juntinhos e o safado enfiou o dedo na minha buceta já molhada, e assim foi tirada nossa foto, com minha buceta sendo dedada e minha calcinha amarrando meu cabelo, o homem não percebeu nada, ele baixa de novo a alça do vestido, agora meu cabelo preso não deixa esconder e meu seio que está a mostra pra quem quiser ver. Essa situação me excita muito. Ainda me dedando ele passa a chupar meu seio. O tesão era tanto que começava a rebolar no dedo dele. Fechei os olhos e senti outra alça do vestido caindo, agora meus dois seios estavam de fora, Ajeitei meu vestido pois alguém vinha vindo, uma ...
«12»