1. Boquete e vídeo game


    Encontro: 16/09/2021, Categorias: Masturbação Autor: ninaninfas, Fonte: ContoErotico

    ... mandou eu chupar as bolas dele, desci e fiquei lambendo, engolindo, babando no saco dele e o pau amoleceu e ficou caído no meu rosto
    
    Eu falei:
    
    - Miguel, faz um gol pra mim que chupo seu pau gostoso e ainda deixo vc cuspir no meu rosto e dar tapas nele
    
    O garoto se animou, e rapidinho ouvi ele comemorando (acho que o Samuel deixou, pq ele ficou mais animado com o que eu falei)
    
    Eu larguei o pau do Samuel e só ouvi o Miguel:
    
    - vem aqui Nina, vem
    
    Eu fui de joelhos mesmo, me apoiei nas pernas olhei pra cima e falei:
    
    - sou seu prêmio, cospe na minha boca. Vai, cospe na sua boqueteira
    
    O Samuel não tirava o olho daquela cena e falou:
    
    - Vai Miguel aproveita, cospe na putinha vai
    
    Com o incentivo do irmão o menino se revelou, segurou no meu queixo, e cuspiu na minha boca, quando fui abaixar pra chupar, ele me levantou e começou a me dar uns tapas no rosto, eu adorei aquilo, finalmente o menino se soltou e falei:
    
    - adoro quando vc me trata igual puta Miguelzinho
    
    Abaixei e comecei a chupar com vontade o pau dele, engoli até as bolas, cuspi na cabeça e chupei, lambi as bolas, enquanto ele gemia Igual doido e acho que nem conseguia jogar direito, quando senti um líquido na Língua, achei que fosse xixi na hora, mas o gosto era de porra, bem ralinha, enquanto engoli ouvi o irmão gritar gol e falar:
    
    - Gozou né moleque? Minha vez agora vagaba, vem chupar o pai aqui
    
    Ele falava de um jeito muito folgado comigo, era bonitinho mas se achava demais
    
    Bom, eu não tinha muito o que fazer e obedeci, fui engatinhando e comecei a chupar o pau do Samuel de novo, dessa vez estava quase todo mole, e eu falei:
    
    - não vai endurecer não garoto?
    
    Ele rindo pro irmão disse:
    
    - se vc fosse uma boa boqueteira faria ele crescer de novo né
    
    Olhei pra cima com cara de brava e só senti o tapa no rosto e ele dizendo:
    
    - vai minha puta faz o que veio fazer e me chupa, essa boca é pra mamar, não pra ficar falando
    
    Eu fiquei puta de raiva, mas já tinha engolido a porta dele duas vezes, do irmão, do pai deles, fui lá só pra isso, ia reclamar do que agora né...
    
    Como uma boa garota fiquei chupando o pau mole dele mesmo, mas logo o Miguel gritou gol e fui lá pro meio das pernas dele de novo, eu tava com raiva já então resolvi descontar nele, comecei a chupar com força e bem rápido, o garoto gemia de dor e prazer junto, nisso os dois largaram os controles e o Samuel:
    
    - eita porra, agora o negócio ficou sério, vai Nina, faz ele gozar de novo, não é possível
    
    Olhei pra cima, o menino estava pálido, quando tirei o pau da boca um pouco, vi que a cabeça ficou muito vermelha, o pau também, mas a cabeça estava muito vermelha mesmo, mas na hora estava com raiva e não parei, afundei minha boca naquela pica e mamei igual louca, o garoto começou a se tremer todo
    
    O Samuel rua e incentivava:
    
    - Goza moleque, vai Vagaba, chupa mais e faz esse moleque esporrar de novo vai
    
    O pau começou a pulsar, não saiu quase nada, mas deu pra sentir o gosto ...