1. Obsessão: Crônicas Incestuosas Pt. I


    Encontro: 18/09/2021, Categorias: Quarentena, gangbang, Primeira Vez / Adolescentes Natureza, Amor scat, mijo, peido, Lembranças, adolescência, Puta chulé, Podolatria, pés, Fetiches Incesto Gay / Homossexual Autor: Gabriel, Fonte: CasadosContos

    ... fica bonito.
    
    Desde criança escuto falarem da beleza do meu irmão. E realmente, ele sempre foi muito bonito e encorpado. Tem cabelos pretos, olhos estreitos cor de mel e bem claros, sobrancelhas fartas, uma boca bem carnuda e um rosto forte. A pele é branca, daquelas que basta ficar um tempo apoiado em algum lugar que já fica rosada. Tem um corpo forte e ganha músculos bem rápido. Braços robustos, peito grande e pernas musculosas que já davam inveja às garotas do ensino médio. Mesmo sendo baixo, trabalhou como modelo fazendo campanhas pra roupas até um tempo atrás. Gostavam tanto do seu corpo que ele fazia até fotos de cuecas e sungas. Deixou essa carreira porque ele não gostava da rotina. Tinha várias restrições, e ele gostava de ficar largado e relaxado. Era essência dele.
    
    Chegando no nosso chalé, o Sam foi direto pro banheiro tomar um banho. Algo realmente incomum pro Samuel. Também não via necessidade disso, já que meu tio e primos e a gente aqui na fazenda estavamos isolados faziam semanas.
    
    Depois que ele saiu do banho a gente conversou bastante, colocando tudo em dia, minha mãe foi pros meus avós depois do almoço e ficamos a sós no chalé. Ligamos o PS4, abrimos umas cervejas e continuamos a conversa, falando de assuntos que não podiamos perto da nossa mãe. Ele começou falando das suas aventuras sexuais. Meu irmão sempre foi muito safado, e mesmo sendo mais novo que eu e meus primos, foi ele quem perdeu a virgindade primeiro. Ele adorava contar as histórias, mostrar fotos e os vídeos que fazia. Por um bom tempo ele manteve um twitter de conteúdo bi, com suas selfies e vídeos que gravava das suas putarias, também tinha uma conta no chaturbate onde ele fazia muita grana. Mas deletou tudo depois que começou a namorar.
    
    Durante toda nossa adolescência a gente compartilhava nossas experiências. Em uma dessas ficamos bebados e acabamos ficando pela primeira vez. Depois disso, fodia com o Samuel sempre que possível. Geralmente eu comia ele, não aguentava dar tanto pra ele porque ele tem o pau bem grosso, mas quando me dava vontade eu cavalgava com gosto. As vezes ele chamava alguma amiga ou amigo pra participar, mas eu acabava sempre ficando mais com ele. Depois de um tempo eu desenvolvi um ciúme, queria ele só pra mim, mas nunca tinha contado isso pro Sam. Fui percebendo também que homens não me atraiam tanto quanto ele, e acabei me considerando hétero por um bom tempo.
    
    Quando entrei na faculdade eu comecei a namorar uma garota. Com isso paramos com nossos hábitos sexuais e fui morar em uma república. Aproveitei pra me desintoxicar do ciúmes que tinha do meu irmão e fingia que nossas fodas nunca tinham acontecido. O Sam continuou fazendo suas putarias, mas não me contava sobre elas em respeito a minha namorada. Mesmo assim por diversas vezes eu me pegava pensando no Samuel e meu pau dava sinais. Batia muita punheta lembrando do seu cheiro, vendo suas fotos e assistindo seus vídeos no twitter.
    
    Foi assim por uns três anos. Acabei ...