1. GOZEI NA BUNDA DE MINHA MÃE. COM FOTOS E FILMES.


    Encontro: 21/09/2021, Categorias: Sedução Aluno, Cuckhold, Grupal Traição / Corno presente, Oral gozada na cara, Idoso com novinha, sexo no carro, marido, Dupla penetração, Heterossexual Masturbação Aniversário, Incesto Sexo lésbico, tia e sobrinha, menáge, cunhado, Sodomia, Praia, biquíni, short, trai, xixi, bliss, lane, Selma, Pernambuco, Recife, Festa, gang, lingerie, calcinha, peido, Voyeurismo LESB, fart, POOP, shit, scat, Brutal, Anal Autor: GINO, Fonte: CasadosContos

    VEJA MATERIAL ENVIADO DESSE E OUTROS CONTOS EM www.bit.ly/selmaonly OU www.selmaclub.com
    
    Vejam aí a bunda de minha mãe, toda gozada por mim. Não aguentei. Que merda eu fiz, amigos. Tremi para fazer essas fotos, mas ao mesmo tempo ache uma coisa linda e gostosa e tinha de guardar de lembrança, pois não sei se acontecerá de novo. Não me controlei mesmo. Minha mãe é uma coroa super bem cuidada, adora malhar e, como toda mulata, tem uma bunda enorme e linda demais. Sempre vi os machos olhando para sua bunda e tinha ciúmes, porém não entendia que tinha desejo pelo rabo dela. Não passava dessa forma pelo meu entendimento. Eu notava que ela provocava de propósito, enfiando os biquínis no meio da bunda, quando tinha algum ou alguns machos olhando. Nem eram fio dental. Mas ela fazia questão de socar dentro do rabo e eu notava. Ela é divorciada de meu pai e moramos aqui em Petrolina, finalzinho de Pernambuco. Outra coisa que ela gosta é de tomar umas cervejinhas nas sextas-feiras e chegar tarde. Toma banho e cai na cama. Quando pega no sono, é quase impossível acordar ela. Sem brincadeira. Já houve emergências na família de eu não consegui acordar ela. É assim mesmo. E foi isso que me deu confiança para fazer o que fiz. Ela chegou sexta passada pelas 11 horas da noite, tomou banho e foi dormir. Fiquei onde estava assistindo a tv. Mas deu curiosidade. Fassei no quarto dela e a porta estava apenas encostada. Chamei por ela e nada. Abri e a vi assim, somente com essa roupinha de dormir. O ventilador estava ligado na força máxima e levantou sua roupa. Olha como eu a vi. Com a bunda completamente nua e exposta. Roncava pesado. Era uma mistura de medo e tesão. Eu não sabia o que fazer. Mas meu pau ficou duro vendo essa bunda. Então pensei: Vou bater uma punheta para a bunda dela. Na hora de gozar eu corro para o banheiro. Pensei nisso, juro. O sentimento de culpa também vem. Mas não dá para ver uma bunda dessa e não ter tesão. Diga você mesmo. O medo dela acordar era enorme. Imagina a situação. Mas começo ame punhetar olhando. Vai ficando gostoso e toco de leve. Que pele sedosa. Mas eu queria mais. Abri um dos lados e deu para ver seu ânus. Aí foi foda, amigos. Não me segurei. Levei a punheta vendo aquele cuzinho apertado e gozei pra caralho. Desesperado, aponto o pau para a bunda. A merda estava feita e não podia melar mais do que fiz. Corri para o banheiro. Peguei papel e limpei rapidamente e de forma suave. Passei um pano úmido, com o coração saindo pela boca. Depois voltei para a sala. De manhã ela não falou nada, significa que me dei bem. Mas foi realmente perigoso e gostoso. OBS: SOU SELMA E ESTOU ON LINE NO ATENDIMENTO DO SITE. POSSO ENVIAR FOTOS E FILMES www.selmaclub.com 
«1»