1. Dando o cu como homem de novo


    Encontro: 24/09/2021, Categorias: Motel, cavala, Puta prostituta, Inversão, Heterossexual Autor: W, Fonte: CasadosContos

    Oi de novo. A recepção do meu relato foi boa, o que me animou á escrever os outros encontros que tive. Por enquanto, não estão seguindo uma ordem cronológica, mas depois irei voltar para o início dessa vida.
    
    Essa história começou em outubro. Já havia definido as minhas férias, e queria fazer um tipo de “despedida” em alto nível. Enquanto olhava o Instagram, sem nada em mente, comecei à ver os Stories de uma amiga, a Paulinha (depois eu conto como conheci ela). Ali, ela falou de uma viagem, e então tratei de mandar um WhatsApp dizendo que iria entrar de férias e gostaria de ver ela antes da minha viagem. Ela respondeu super educada, dizendo que sentia a minha falta, e que sim, poderíamos fazer uma brincadeirinha no fim do mês. Concordei, dizendo que seria duro esperar, mas que valeria a pena.
    
    Os dias passaram, e entrei em contato com ela de novo, para acertar o lugar e o horário. Ela concordou e terminou dizendo que ia levar um “brinquedo”. Meu cu já piscou na hora, pois ela já havia me comido na nossa primeira vez com os dedos, e eu havia passado pela Gabriela (do conto anterior) na semana passada. Sabia que a tarde seria ótima.
    
    No dia, eu estava tranquilo, pois poderia, sair bem mais cedo devido às horas acumuladas. Fiz o que tinha que fazer, e na hora de ir, já chamei o Uber para ir até o motel. Chegando lá, já peguei um quarto e fiz meu ritual de sempre, a foto da chave, um banho, e que já estava pronto.
    
    Em poucos minutos, ela chegou. Ao contrário das outras meninas com quem eu saio, que estão entre os seus vinte e tantos, a Paulinha tem a minha idade, apenas uns meses a menos, o que faz dela uma ótima companhia para conversar, pois vemos algumas coisas de uma forma parecida. Apesar de baixinha, ela é cavalona; seios grandes e empinadinhos, cinturinha e uma bunda grande e redonda. Ela é um tesão de mulher.
    
    No quarto, recebi ela com um beijo. Ela deixou a sua bolsa em cima da mesa, e me beijou de novo. Pegamos o cardápio, e pedimos uma garrafa de vinho para tomar enquanto conversávamos. Logo o vinho chegou, nos servimos e começamos a conversar. Durante a conversa, disse que estive com uma amiga dela no começo do mês e dei detalhes do que fizemos. Não sabia na hora, mas foi uma ótima ideia.
    
    Quando o vinho acabou, ela pediu licença para ir até o banheiro se arrumar. Eu já esperei apenas de camiseta, olhando para o espelho no teto e pensando “vou me divertir muito com isso”. Quando ela saiu, estava apenas com uma calcinha preta bem socada na bunda. Meu pau ficou duro na hora.
    
    Primeiro fomos para a cama, onde tirei a calcinha dela, e parti para chupar a sua buceta, mas ela pediu que eu a chupasse enquanto ela sentava na minha cara, igual eu tinha feito com a amiga dela. Chupei e lambi aquela buceta deliciosa enquanto ela gemia e rebolava na minha cara. O gozo foi tão intenso que ela precisou se segurar na cama.
    
    Depois botou a camisinha no meu pau e fomos para a “cadeira erótica” que tinha no quarto. Lá ela ficou de quatro e ...
«12»