1. Contos do sótão


    Encontro: 26/09/2021, Categorias: troca-troca, Gay / Homossexual , Autor: Sonhador, Fonte: CasadosContos

    Eu não lembro qual dia da semana era, mas deve ter sido em um dia útil, após as aulas, no início da tarde. Eu combinei com o Lipe de ir até a casa dele, ficar de bobeira lá. Não havia muita coisa que dois rapazes de dezoito anos pudessem fazer naquele lugar, naquela época. Quando falo lugar, quero dizer nosso bairro, na casa do Lipe, as coisas podiam ser mais interessantes.
    
    Quando cheguei, o Andrei e o Silvano também estavam lá. A patotinha deles estava formada e eu era o excluído da vez. Logo, percebi isso, os quatros começaram com um bulling pra cima de mim, mexendo comigo, dizendo que a minha irmã era a mais gostosa, que meu pai tinha jeitão de viado, entre outras coisas. Isso sempre me deixava furioso, não as ofensas em si, mas o fato de ser o foco da perseguição, sentia calor, raiva etc. Tentava dar algumas retrucadas, mas sentia minha voz falhar e minhas pernas estremecerem, eram três contra um e tudo que eu dizia se perdia. Nem tentar mudar o alvo das brincadeiras ou o assunto dava resultado. Então, fui ficando cada vez mais emburrado. Tinha esperança que hora ou outra, eles se cansariam e o incômodo passaria. Mas eu me enganei.
    
    - O Lipe contou que o Andrei te comeu. O Silvano disse.
    
    - Comeu ele, também. Respondi.
    
    Mas, o Andrei e o Lipe negaram claro, eles eram primos e chegados, ficaram os dois contra mim e o Silvano não estava muito a fim de saber a verdade.
    
    A verdade era que eu, o Lipe e o Andrei fazíamos troca-troca quase toda tarde. Coisa que, até então, era segredo.
    
    O Andrei era um pouco mais velho, com vinte anos, aparência arrogante, tinha uma aparência bem mais adulta, de homem feito. Ele pouco dizia, ficava com um esgar em seu rosto jovem e seus olhos me devoraram.
    
    Novamente, eu me emburrei e não tinha mais ânimo para ficar desmentindo e continuei vítima da chacota.
    
    - Onde tu o comes? O Silvano perguntou ao Andrei e minha vergonha só aumentava.
    
    - No sótão – respondeu.
    
    A casa do Lipe tinha um sótão bem amplo, já havia sido um quarto de dormir do irmão mais velho dele. Era bem bonito, tinha TV e cama lá e era bem discreto. Como todos da família do Lipe trabalham no mercado deles, o Lipe passava às tardes com a gente sozinhos em casa, normalmente eram apenas eu e o Andrei e foi assim que nossa sacanagem começou.
    
    Até o Andrei dava para nós dois, nos chupávamos também. O Lipe nunca deixava a gente enfiar no cú dele, só encostar, o Andrei também, além, disso o Lipe não conseguia enfiar em mim, resumindo eu era o único que era penetrado pelo Andrei. Todos gozávamos na bunda um do outro, mas só eu levava jatos dentro do cú.
    
    - Eu dei, mas o Lipe e ele também davam pra mim – respondi furioso.
    
    Todos riram, na minha inocência, não tinha percebido que pouco importava o que tivesse mesmo acontecido, eles me queriam como vítima naquele dia e pronto. Hoje, quando penso, imagino que já tinham tudo combinado antes de eu chegar. Quando eu confirmei que tinha dado a bunda pro Andrei, foi tudo que queriam ouvir ...
«1234»