1. As Loucuras Eróticas de Sabrina: BACANAL MARGINAL PARTE 1


    Encontro: 26/09/2021, Categorias: Puta vulgar, bandida, ruiva, tequila, saliva, Sedução Lésbicas Bacanal, Grupal Autor: Sabrina - A Rainha Pornográfica., Fonte: CasadosContos

    Estávamos as vésperas do primeiro assalto, eu preciso confessar que estava muito nervosa, eu precisava me livrar daquela divida e libertar minha mãe que por mais que gostasse de servir Júlio, precisava se libertar para que assim a gente pudesse voltar a trabalhar em benefício próprio.
    
    Estávamos na casa de Júlio. Um encontro com a trupe dois dias antes do primeiro assalto. Bebida, drogas e eu já estava querendo conhecer mais intimamente um dos nossos novos amigos. O problema é que eu estava em dúvida sobre qual teria a sorte essa noite. Bebendo meu martini, usando uma baby doll Branca de seda com plumas brancas, o cabelo num coque, eu conseguia ver os olhares dos novos bandidos. Eles queriam faturar mais do que dinheiro naquele negócio e eu nunca fui de negar boceta, ainda mais pra bandido.
    
    Havia três opções. E os três sabiam muito bem da minha fama e de como eu tratava os membros da minha equipe.
    
    Donna era uma mulher de vinte e dois anos, tinha um corpo forte, era uma mulher alta, rosto anguloso, um corte de cabelo quase raspado. Usava uma blusa de exército sem soutien, e me devorava com seus olhos. Obviamente aquela Mulher me deixou excitada na hora, se existe uma coisa que eu gosto tanto quanto homem, são as mulheres. Donna sabia muito bem como mostrar seus desejos. E me deixava quase sem graça com sua fome. Ao seu lado estava Jake, um garoto de 19 anos, ruivo e quase pálido, era daquele tipo de moleque que ficou com um corpão mantendo aquela carinha de moleque. Seu jeitinho prepotente irritava os dois outros membros da gangue. Chad era um homem de trinta anos, bem encorpado, barbudão, cara de poucos amigos, parecia sempre sem paciência. Os três me olhavam sem disfarçar, não havia impedimentos para que eu ficasse com eles, com um deles, ou todos. Júlio, Marcus e Viktor estavam bebendo whisky discutindo os últimos detalhes do roubo. Eu cheguei na frente dos novos bandidos, servindo whisky para eles. Sentei no pufe em frente, rindo com minha taça de champagne.
    
    -O que vocês fazem?- eu perguntei distraida, brincando com a taça.
    
    -Sou hacker, e sou lutadora de MMA- disee Donna tomando o whisky mal se contendo em olhar minhas pernas.
    
    -Sou traficante, eu acho, e malho a noite- riu Jake, mostrando o muque daquele braço forte.
    
    -Faço roubos desde os 17 anos. Sou medico, mas gosto de me aventurar- disse Chad, seu tom arrogante.
    
    -Eu sou a putinha da equipe- eu confessei aos três- Sabe na hora que só uma bocetinha resolve? Então, é nessa hora que eu entro. Mas já percebi que vocês já sabiam já que os três não param de devorar meus decotes- eu ri safada- Ora, não me venham com essas caras- eu disse tirando a baby doll e ficando de langerie rosa. De renda, essa calcinha não tinha cristaizinhos, mas sim um fiozinho tão fino que repartia minha bunda.a calcinha era pequenina, deixava minha bocetinha quase toda de fora.
    
    -Vamos beber tequila? Hoje é o último dia de diversão antes do crime- eu disse me levantando para buscar a ...
«1234»