1. Anti Herói - Capítulo Quatorze


    Encontro: 26/09/2021, Categorias: Wattpad, Primeira Vez / Adolescentes Amor Amigos Gay / Homossexual , Autor: _alguemsolitario, Fonte: CasadosContos

    β€” Oi, filho? - disse minha mãe assim que percebeu minha chegada de mais um dia cansativo da faculdade. Não estava no meu melhor estado, a aparência desgrenhada de um dia inteiro estudando, e a barba já a algum tempo a fazer, e o cabelo a um tempo sem cortar, começava a me incomodar.
    
    β€” Oi, mãe! - com uma voz quase arrastada, respondo minha progenitora. Me aproximo até o sofá onde ela está sentada, e dou lhe um beijo em sua testa.
    
    β€” Mais tarde estarei indo ao Garden House! Quer vir comigo? - pergunta se referindo a um popular restaurante da nossa cidade. Minha mãe adorava a comida que eles serviam, e sempre que estávamos de bobeira íamos jantar lá. Só que hoje, infelizmente eu não poderia acompanhá-la.
    
    β€” Hoje não mãe! Combinei de ir para a casa do Pedro. Só passei aqui para me arrumar e pegar algumas coisas. - digo comentando sobre a minha decisão de ir passar o fim de semana com meu amigo, depois dele tanto insistir. β€” Mas bom apetite! Beijo! - concluo por fim, me dirigindo as escadas. Só queria tomar um longo banho para relaxar.
    
    β€” Outro! Cuidado por lá!
    
    Já no meu quarto, joguei minha bolsa em cima da cama e tirei minha roupa. Minha vontade era de apenas deitar e dormir. Estava me sentindo exausto, mas tinha que manter minha palavra, já que o Pedro me fez prometer que eu iria para casa dele. Caminho a passos curtos para o banheiro e ao me encarar no espelho, tive noção do quanto minha aparência estava desgastada. Abro a gaveta do balcão da pia e pego meu barbeador, minha máquina de cortar cabelo e uma tesoura. Começo a raspar todos os pelos do meu rosto e das laterais da cabeça, e aparando a parte superior logo depois, com uma tesoura. O alívio visual era indescritível. Nada como um rosto limpo e um cabelo bem cortado. Limpei a sujeira e segui para o box para terminar com meu banho.
    
    Após devidamente limpo, me troquei e coloquei alguns pertences e peças de roupa na bolsa. Não era preciso muito, afinal, tinha algumas coisas minha por lá. Pego meu celular e vejo que havia algumas mensagens e ligações perdidas do Pedro, de uns minutos atrás.
    
    Cadê você? Tá pronto?, Tô esperando!, Atende, viado!, Demorou, entrei! Tia Carmen falou que está se arrumando, tô aqui na sala com ela! - diziam algumas delas. Ao menos não iria mais precisar esperá-lo chegar, pensei. Termino de colocar as coisas na bolsa e desço para encontrá-lo, e assim que piso na sala o encontro as risadas com minha mãe.
    
    β€” Estão falando de mim? - pergunto em tom de brincadeira.
    
    β€” Até parece que eu ia perder meu tempo falando de você. - comentou minha ela entre uma risada.
    
    β€” Isso tia! Pisa nele! - zombou Pedro e eu de implicância puxei seu cabelo. β€” Aí! - reclamou ele.
    
    β€” Vamos embora logo! - digo e o mesmo se levanta me acompanhando até a porta. β€” Tchau mãe! Te amo!
    
    β€” Tchau tia Carmen! Te amo! - despede-se Pedro imitando minha última frase. Minha mãe sorri.
    
    β€” Dois frescos! Tchau amo vocês! - responde e nós dois saímos.
    
    Fazia aproximadamente um mês que o ...
Β«1234...9Β»