1. Sheyla aventuras de uma lesbica novinha


    Encontro: 24/11/2021, Categorias: Gozada, Primeira Vez / Adolescentes loira, morena, lambidas, Oral Siririca, Lésbicas Autor: Sheyla, Fonte: CasadosContos

    Como tudo começou
    
    Oi meu nome é Sheyla tenho 23 anos sou branca loira 1,60 66kg olhos cor de mel cabelo cacheados peito grande com biquinho rosado e uma bunda empinada que faz qualquer um olhar modestia a parte.
    
    Moro com meu pai desde os 7 anos quando minha mãe faleceu bum acidente de carro , meu pai sempre foi o melhor pai do mundo sempre tive do bom e do melhor , sempre fui a tipica patricinha .
    
    Meu pai muito raparigueiro cresci vendo varias mulheres entrando e saindo de casa , as vezes via elas de lingerie e achava tudo normal e algumas até eram legais comigo
    
    Tudo mudou quando eu tinha uns 13 pra 14 anos , acordei a noite com gemidos e sussurros que vinham do quarto do meu pai , fiquei com vergonha como das outras vezes mas estranhamente esses gemidos mexiam comigo de uma maneira que nunca tinha acontecido antes , senti o bico rosado do meu peito endurecer , um calor tomar conta do meu corpo e sentia algo molhado entre minhas pernas , já tinha ouvido sobre siririca mas nunca tinha feito , o maximo que consegui fazer foi alisar minha ppk por cima da calcinha rosa que estava vestindo .Aos poucos os gemidos foram passando e eu me controlando acabei dormindo meladinha mas sem gozar
    
    Na manhã seguinte quando vou tomar café dou de cara com uma morena tipo cavala mesmo peitos e bunda perfeitos , o nome dela era Ingrid uma peguete do meu pai , ela estava tomando café meu pai apareceu nos apresentou e disse que tinha que ir pro trabalho mas me recomendou que deixasse Ingrid bem a vontade.
    
    Ingrid tomou seu café e eu não tirava os olhos dela naquela camisola que deixava seus seios quase que a mostra , me disse que precisava de um banho e eu disse pra ela ficar à vontade.
    
    Eu estava confusa era só uma menina ainda , não sabia o que estava acontecendo o por que eu estava me sentindo assim por uma mulher , será que eu era sapatão ? fiquei pensativa mas acho que o tesão ou a curiosidade falou mais alto , eu fui ao quarto do meu pai ver se ela precisava de alguma coisa , queria ficar perto dela sei lá , quando chego no quarto vejo a camisola encima da cama , não sei o que me deu foi instintivo peguei a camisola na mão pra sentir o perfume , embaixo da camisola havia um fio dental preto minúsculo, peguei e cheirei senti minha ppk molhar na hora e por alguns minutos me inebriei com o cheiro delicioso da sua calcinha , levei um susto e voltei a realidade quando Ingrid gritou o que você está fazendo garota ! Fiquei envergonhada não sabia o que dizer não havia o que dizer não tive outra reação senão chorar e implorar que ela não contasse a meu pai .
    
    Ingrid então me tranquilizou disse que não ia contar mas queria saber por que eu tava fazendo aquilo , que eu era muito novonha e tal
    
    Falei que não sabia bem o que estava sentindo , que achava ela linda e que foi instintivo sentir o cheiro dela , ela então me perguntou se eu era lesbica , disse que não sabia que estava confusa
    
    Não sei de onde tirei coragem pra ser tão cara de pau mas pedi a ...
«12»