1. Descobrindo as vantagens de morar com meu pai – Parte 5


    Encontro: 25/11/2021, Categorias: Gay / Homossexual Incesto Autor: JovemDoPai, Fonte: ContosEroticosCnn

    CONTINUAÇÃO:
    
    Entramos no chuveiro, aquela água norma caia, meu pai me beijava e passava as mãos pelo meu corpo, me apertava, me puxava de encontro ao seu corpo. Ele pegou o sabonete e começou a passar por todo o meu corpo, centímetro por centímetro…Peito, barriga, pau…Me virou de costas e fez o mesmo até chegar na minha bunda, onde ele deu uma atenção especial. Passava o dedo no meu cú e massageava, ia enfiando a ponta do dedo e tirava. Foi subindo e me abraçou por trás pressionando sua pica na minha bunda, que já estava dura de novo. Chegou bem perto do meu ouvido…
    
    Pai: “E se eu quiser comer esse cuzinho todo dia?”
    
    Eu: “Terá todo dia e quantas vezes quiser.”
    
    Pai: “Que filhinho safado que eu tenho.”
    
    Dei um gemido e uma rebolada na pica. Virei de frente pro meu pai, encostei ele na parede…
    
    Eu: “Quero essa pica jogando leite na minha boca,”
    
    Já fui descendo e cai de boca naquela delícia que ele tinha entre as pernas. Chupei e lambi muito, me concentrei na cabecinha, passava a linguinha, descia pela extensão do pau e punhetava…batia a pica na minha cara e chupava o saco. Meu pai gemendo e mandando eu chupar…e eu fazia com gosto. Até que ele anunciou o gozo e jorrou aquela porra quentinha na minha boca, veio porra com fartura, mesmo ele já tendo gozado com força dentro de mim. Engoli tudo e já fomos nos beijar de novo. Terminamos o banho, fizemos um lanchinho leve, pois toda aquela curtição nos deixou com fome, e fomos pra cama deitar pra dormir. Só que aquela noite, diferente da anterior, ficamos pelados e dormimos de conchinha. No restante da semana fodemos muito, alguns dias pela manhã antes de sairmos pro nosso dia e sempre a noite quando meu pai chegava do trabalho. Na sexta feira, meu pai me mandou uma mensagem durante a tarde dizendo que não precisava fazer o jantar, que pediríamos algo pra comer. Quando meu pai chegou do trabalho, veio logo me abraçando e beijando, foi até seu quarto, tomou um banho e já voltou só de cueca…
    
    Eu: “Como foi seu dia, pai?”
    
    Pai: “Foi tranquilo! A única parte chata é que fiquei sabendo que segunda preciso ir pra São Paulo numa reunião.”
    
    Eu: “Ninguém consegue ir no seu lugar?”
    
    Pai: “O subgerente que ia, mas hoje me avisaram que sou eu que preciso ir.”
    
    Eu: “Fica quanto tempo?”
    
    Pai: “Até quarta ou quinta.”
    
    Eu: “E o que eu faço esse tempo todo longe de você?”
    
    Pai: “Me espera, ué!” – Falou rindo e me dando um beijo – “O que vai querer para comer?”
    
    Eu: “Isso daqui!” – Disse enquanto apertava seu pau sob a cueca
    
    Pai: “Isso você já tem, tô perguntando de comida.”
    
    Eu: “Por que não comemos fora?
    
    Pai: “Vou ficar quase uma semana longe de você, acha mesmo que vou querer desperdiçar algum momento?”
    
    Começamos a nos beijar e nesse momento nem pensava mais em comida, só queria transar. Estávamos na cozinha e foi ali mesmo que tudo aconteceu…
    
    Eu: “Vai ter que me compensar por esses dias fora.”
    
    Pai: “Agora!”
    
    Meu pai me virou de costas, foi beijando minha nuca, ...
«123»